fulinaíma

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Pedro Michaluart: “Nos estágios bem iniciais a probabilidade de cura é maior do que 95%”

por Conceição Lemes no VioMundo

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva começou nesta segunda-feira quimioterapia para tratar o câncer na sua laringe.
Dos 489.270 casos novos de câncer esperados para 2011 no Brasil, os de laringe representam 2% do total. Representam ainda 25% dos tumores malignos que acometem cabeça e pescoço.
Para que nos ajudasse a entender o tumor diagnosticado no ex-presidente Lula, eu entrevistei um dos mais renomados cirurgiões de cabeça e pescoço do Brasil, o doutor Pedro Michaluart Jr. Ele é professor livre-docente da Faculdade de Medicina USP e médico da disciplina de Cirurgia e Pescoço do Hospital das Clínicas de São Paulo.
Viomundo – O que causa o câncer de laringe?
Pedro Michaluart Jr. – O câncer de laringe está associado principalmente ao tabagismo e ao etilismo. E se a pessoa tem esses dois fatores de risco aumenta muito a chance de aparecimento desse tumor, que é mais comum entre homens dos 50 aos 70 anos.
Viomundo – Tem algum fator de risco que prepondera?
Pedro Michaluart Jr.– Isoladamente o hábito de fumar é o fator mais importante. Agora quando tabagismo e abuso de álcool estão associados a importância é maior do que a soma deles. Aparentemente eles têm efeito sinérgico, um potencializando o do outro.
Viomundo – Por quê?
Pedro Michaluart Jr. – Não sabemos exatamente por quê. Mas essa é observação feita em várias populações.
Viomundo – E o fato de a pessoa falar muito pode levar ao câncer de laringe?
Pedro Michaluart Jr.  — Não.
Viomundo – Quais os sintomas [aquilo que o paciente sente] e sinais [aquilo que o médico observa]?
Pedro Michaluart Jr. – Nós costumamos dividir a laringe em três sítios: glote, que é a região das cordas vocais, supra-glote e infra-glote. No Brasil, o local onde mais aparece é na glote, ou seja, nas cordas vocais propriamente ditas. Representam 70% dos casos. Trinta por cento são na supra-glote e os de infra-glote são extremente raros. Frequentemente o primeiro sintoma é a rouquidão. Pode ocorrer também alteração da deglutição.
Viomundo – Que tipo de alteração na deglutição?
Pedro Michaluart Jr. – Dor ou dificuldade na hora de engolir.
Viomundo – O fato de estar num ou no outro sítio tem alguma implicação?
Pedro Michaluart Jr. – Tem, sim. Nos tumores da glote, a probabilidade de disseminação em pescoço é pequena nos casos iniciais. Já nos de supra-glote é maior a preocupação com linfonodos cervicais (gânglios), mesmo nos casos iniciais.
Viomundo — O doutor Artur Katz, que faz parte da equipe que está cuidando de Lula, disse que é um tumor epidermoide. O que isso significa?
Pedro Michaluart Jr. -- O carcinoma epidermoide representa 95% dos tumores malignos de mucosa de cabeça e pescoço. E é a ele que estou me referindo quando eu falo dos antecedentes de fatores de risco do tabagismo e etilismo. Existem outros tipos histológicos que têm comportamento distinto.
Viomundo – Quais são os tratamentos para esse tipo de tumor? Tem médico dizendo que o tratamento de Lula começará com quimioterapia, pois já estaria num estádio avançado. É isso mesmo?
Pedro Michaluart Jr. — Existem  muitos esquemas de tratamento para o câncer de laringe, que é um órgão extremamente importante, com funções vitais. A laringe tem função na preservação das vias aéreas, na deglutição e na fonação, entre outras.
Assim todo esforço é feito para preservação das funções. A opção sempre leva em consideração tratamentos que tenham a mesma chance de cura e entre esses  o que se procura é o que tenha melhor expectativa de preservação da função.
Nessa linha, nos últimos anos, existe uma tendência de iniciar muitas vezes o tratamento do câncer de laringe com quimioterapia.  Também tem a radioterapia e a cirurgia. Os três têm efetividade e utilidade, dependendo de cada caso.
Agora só pelo fato de de se iniciar com quimioterapia não dá para dizer qual é o estágio do seu tumor.
Viomundo – O fato de começar com químio não significa que Lula vá fazer só químio?
Pedro Michaluart Jr. -- A quimioterapia usualmente faz parte do tratamento, mas não é exclusiva. Mais comumente a cirurgia ou radioterapia são tratamentos únicos para o câncer de laringe.
Viomundo – Lula então vai fazer rádio ou cirurgia?
Pedro Michaluart Jr. – Eu não tenho nenhuma informação técnica sobre o caso dele.
Viomundo — Qual a possibilidade de cura?
Pedro Michaluart Jr.  – Depende do estágio em que se inicia o tratamento. Nos estágios bem iniciais a probabilidade de cura é maior do que 95%. Já nos estágios bastante avançados é bem inferior.
Viomundo – Quer dizer que as chances de cura de Lula são excelentes?
Pedro Michaluart Jr.  -- Como disse, não tenho nenhuma informação sobre o caso dele
Viomundo – Aproveitando esse momento, o que o senhor diria para os nossos leitores?
Pedro Michaluart Jr. — Tabagismo e abuso de álcool são os grandes inimigos da laringe.  A rouquidão é o principal sintoma do câncer nesse órgão. Rouquidão que não melhora em 15 dias deve ser investigada. Ás vezes gânglios cervicais aumentados (“caroço” no pescoço) também podem ocorrer em câncer de laringe. Em quaisquer dessas situações, busque um médico. Se eventualmente for câncer, tem-se a oportunidade de fazer diagnóstico precoce, com possibilidade de preservação do órgão e de cura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário