fulinaíma

quinta-feira, 19 de março de 2015

AtroCidade


AtroCidade

O calcanhar da medula
tem dois ossos
apontados para trás

nem os fios elétricos
agüentam mais tantos fios

eu quero água no rio
e árvores na terra

desmataram o coração da mata
como quem mata o próprio filho

a carne da tua vaca 
está contaminada de pesticida
e nós que somos suicidas
morremos a cada dia mais um pouco


Artur Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário