terça-feira, 18 de junho de 2019

São Pedro da Aldeia


São Pedro da Aldeia

o que toca em minha veia
Anchieta ainda não viu
o cata vento que pariu
Cabo Frio engravidou
o retorno da sudoeste
para o Balneário da Aldeia
aventura marítima
guiada pela lua cheia
água de sal de sol
lagoa de Araruama
nos lençóis da minha cama
por alguns dias me banhou

Artur Gomes
O Poeta Enquanto Coisa
Fulinaíma MultiProjetos
portalfulinaima@gmail.com
(22)99815-1266 - whatsapp


quarta-feira, 12 de junho de 2019

ancestral



ancestral

há muito tempo não recebo cartas de ninguém
mas não rezo padre nossos
simplesmente para dizer amém
já fui católico rezei terços ladainhas
acompanhei a procissão dos afogados
na Tapera para soletrar a palavra Cacomanga
e entender que o barro da cerâmica
trago grudado na minha íris retina
meu batismo de fogo foi numa Santa Cecília
entre víboras e serpentes
mordi a hóstia do padre
sua saia preta me levou ao pânico
de sonhar com  juízes e hoje saber o que são
minha África são os olhos negros
de Madame Satã
na língua tenho uma sede felina
na carne essa  fome pagã
sou um homem comum
filho de Ogum com Iansã

Artur Gomes
O Poeta Enquanto Coisa
Fulinaíma MultiProjetos
portalfulinaima@gmail.com
(22)99815-1266 - whatsapp

segunda-feira, 10 de junho de 2019

BARDO Solista


marginalha

Eu, brasileiro, confesso
Minha culpa, meu pecado
Meu sonho desesperado
Meu bem guardado segredo
Minha aflição
Eu, brasileiro, confesso
Minha culpa, meu degredo
Pão seco de cada dia
Tropical melancolia
Negra solidão
Aqui é o fim do mundo
Aqui é o fim do mundo
Aqui é o fim do mundo

Gilberto Gil

os caranguejos explodem no meu crânio
mariposas pousam mas não cantam
borboletas voam mas não cantam
os papagaios estão mudos
desde o grito de Cabral: o  Terra à Vista!
a amazônia é exterminada por moto-serras ruralistas.

mas juro que  não sou correto
juro que não sou decente
poesia é faca entre os ossos
navalha entre os dentes
desde todo tempo as milícias des(matam) nas favelas
e todo Dia é Dia D Todo Dia É Dia Dela
vivo num brasil subvertido
na cadeia está preso um presidente
e os palácios são os covis desses bandidos.

Artur Gomes
Pátria A(r)mada - Editora Desconcertos - 2019
Juras Secretas - Editora Penalux - 2018
e vem aí O Poeta Enquanto Coisa

Fulinaíma MultiProjetos
portalfulinaima@gmail.com
(22)99815-1266 - whatsapp



domingo, 9 de junho de 2019

Pátria A(r)mada - Sarau dos Pretos e das Pretas



Pátria A(r)mada - Sarau dos Pretos e das Pretas

A noite de sexta feira  7 de junho 2019 ficará na história da Santa Paciência Casa Colaborativa como o dia em que a poesia fez estremecer os paredões coloniais e rompeu a madrugada salivada por  línguas irriquietas insatisfeitas irreverentes de:

Artur Gomes, Adriano Moura, Adriana Medeiros, Edeilson Fernandes, Glauter Torres, José Gil, Mariza, Sergio, Lucia Gomes, Robson, Eliana Buchaul, Almir Jr, Fernando Rossi, Joilson Bessa e Alexandre Ramos, dando o pontapé inicial na primeira edição do Sarau dos Pretos e das Pretas.

fotos: Welliton Rangel

sexta-feira, 7 de junho de 2019

poesia para desconcertos



Pátria A(r)mada
com Sarau dos Pretos e das Pretas
no Santa Paciência - 20h
Rua Barão de Miracema, 81 - Campos dos Goytacazes-RJ

pátria a(r)mada 1


só me queira assim caçado
mestiço vadio latino
leão feroz cão danado
perturbando o teu destino

só me queira enfeitiçado
veloz macio felino
em pelo nu depravado 
em tua cama sol à pino

só me queira encapetado
profanando aqueles hinos
malandro moleque safado
depravando os teus meninos

só me queira desalmado
cão algoz e assassino
duplamente descarado
quando escrevo e não assino

Artur Gomes
Fulinaíma MultiProjetos
portalfulinaima@gmail.com



(22) 99815-1266

sábado, 1 de junho de 2019

poesia para desconcertos


Poesia Para Desconcertos

Dia 7 junho 20h
Santa Paciência - Rua Barão de Miracema, 81 - Campos dos Goytacazes-RJ
com lançamento do livro Pátria A(r)mada, de Artur Gomes e
Sarau Dos Pretos e Das Pretas

elenco do Sarau: Adriana Medeiros, Adriano Moura, Aucilene Freitas, Carol Poesia, Dona Simone Pedro, Joilson Bessa, Marcelo Benjá Maylin Rosa Gonçalves

terra de santa cruz

ao batizarem-te
deram-te o nome:
posto que a tua profissão
é abrir-te em camas
dar-te em ferro
ouro
prata
rios
peixes
minas
mata
deixar que os abutres
devorem-te na carne
o derradeiro verme

Artur Gomes
Pátria A(r)mada
Editora Desconcertos - 2019

Fulinaíma MultiProjetos
portalfulinaima@gmail.com
(22)99815-1266



terça-feira, 28 de maio de 2019

XXI FestCampos de Poesia Falada


XXI FestCampos de Poesia Falada 
De 19 a 22 de setembro 2019

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N° 001/2019 CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CREDENCIAMENTO DE PESSOAS FÍSICAS PARA O XXI FESTCAMPOS DE POESIA FALADA NA 3° EDIÇÃO DO FESTIVAL DOCES PALAVRAS DE CAMPOS DOS GOYTACAZES – RJ.

A Presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), Maria Cristina Torres Lima, no uso de suas atribuições legais convida todos para participarem do XXI FestCampos de Poesia Falada, na 3° edição do Festival Doces Palavras em Campos dos Goytacazes – RJ, que ocorrerá entre os dias 19 a 22 de setembro de 2019, na Praça do Liceu e seu entorno. Com entrada gratuita. O FestCampos de Poesia Falada criada em 1999, é aberto a todos os poetas brasileiros e tem, como objetivo fundamental, fomentar a criação e interpretação poética na cidade, na região, no estado e no país. Em razão disso, o projeto prever realização de Ofi cina de Poesia Falada durante os meses que antecedem a realização do Festival.

1. DA INSCRIÇÃO
1.1 O período de inscrição é de 1° de junho a 15 de agosto de 2019, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, no Teatro Municipal Trianon – Rua Marechal Floriano, 211, Campos dos Goytacazes – RJ, 28010-161.

1.2 O XXI FestCampos de Poesia Falada é aberto a poetas de todo território brasileiro, maiores de 18 anos com plena capacidade civil.

1.3 Cada poeta deverá entregar, em envelope A4 lacrado, três cópias de cada poesia, identificado com pseudônimo e ficha de inscrição (ANEXO I) preenchida. O envelope lacrado deve ter como destinatário “XXI FestCampos De Poesia Falada”.

1.4 A inscrição é gratuita.

1.5 Cada autor pode inscrever até 3(três) poesias.

1.6 As poesias devem ser digitadas, em fonte Times News Roman, tamanho 14, espaçamento 1,5, em folha A4.

1.7 Os envelopes podem ser entregues pessoalmente ou enviados pelos Correios (será conferida a data de postagem).

1.8 Poesias já publicadas ou que tenham participado de outros festivais podem ser inscritas, desde que não tenha sido apresentados em edições anteriores do FestCampos De Poesia Falada.

1.9 O autor deve indicar, na ficha de inscrição, quem será o intérprete de sua poesia, caso seja selecionado para as fases semi-fi nais(o intérprete pode ser o próprio autor ou outro artista convidado). Na ausência desta indicação, a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima fica, automaticamente, autorizada a fazê-lo.

2.0 O tema é livre.

2.1 O autor, ao efetuar inscrição, assume inteira responsabilidade pelas informações prestadas e autoriza divulgação do trabalho a ser apresentado, bem como imagens relacionadas ao mesmo.

2. DA SELEÇÃO

2.1 O processo de seleção será feito por especialistas das áreas de Letras, Comunicação e Artes Cênicas, convidados pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e a coordenação do XXI FestCampos de Poesia Falada que contará com duas etapas:

2.2 Primeira etapa: serão selecionados 60 (sessenta) poemas para as semi-finais; Segunda etapa: em cada semifinal serão apresentas 30 (trinta) poesias, sendo selecionadas 15 (quinze) para a grande final.

2.3 O resultado das 60 (sessenta) poesias selecionadas será divulgado pelo site da Prefeitura de Campos dos Goytacazes 15 (quinze) dias antes da data da primeira semifinal.

2.4 Os intérpretes das 60 (sessenta) poesias selecionadas serão convocados para Ofi cina de Interpretação Poética, a ser ministrada pelo poeta Artur Gomes, uma semana antes da realização da primeira semifinal.

3. DA APRESENTAÇÃO

3.1 A apresentação das 60 (sessenta) poesias semifinalistas acontecerá nos dias 20 (vinte) e 21 (vinte e um) de setembro.

3.2 A grande final se dará no dia 22 (vinte e dois) de setembro.

3.3 A comissão julgadora para as fases semifinais e final será formada por profissionais das áreas de Letras, Comunicação e Artes Cênicas, indicado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima.

4. DA PREMIAÇÃO
4.1 Serão distribuídos R$ 12.000,00 (doze mil reais em prêmios) assim distribuídos:

Autor -
1° lugar – 3.000,00 (três mil reais)
2° lugar – 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais)
3° lugar – 1.500,00 (mil e quinhentos reais)

Intérprete -
1° lugar – 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais)
2° lugar – 1.500,00 (mil e quinhentos reais)
3° lugar – 1.000,00 (mil reais)

4.2 A Conta Corrente informada na ficha de inscrição deverá ser do autor do poema. Também deverá ser informada a Conta Corrente do intérprete, se o mesmo não for o autor do trabalho.

4.3. Os vencedores, assim que solicitados, deverão enviar xerox dos seguintes documentos: CPF, RG, PIS/PASEP, Comprovante de Residência e Cartão Bancário.

5. DO RECURSO 
5.1 Qualquer cidadão é parte legítima para impugnar o presente edital por irregularidade na aplicação da Lei nº. 8666/1993, devendo protocolar o pedido em até 5 (cinco) dias úteis que antecederem a abertura das inscrições.

5.2 A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), tem total autonomia na resolução dos casos não previstos por esse edital. 

Campos dos Goytacazes (RJ), 13 de maio de 2019.
Maria Cristina Torres Lima 
Presidente da Fundação Cultural Oswaldo Lima

FICHA DE INSCRICÃO

Título das poesias:___________________________________________ 
Pseudônimo:_______________________________________________ 
DADOS DO RESPONSÁVEL: 
Nome completo:____________________________________________ Nacionalidade:_____________________ Profissão:__________________________________________________
Estado Civil:_______________________________________________ Identidade:______________________ CPF:____________________ Endereço:__________________________________________________ Email:____________________________________________________
Telefone Fixo:_____________________ Celular:__________________
Conta Corrente:____________ Agência:___________ Banco:________

DADOS DO INTÉRPRETE:
Nome completo:_________________________________________ Identidade:________________ CPF:_________________________ Endereço:_______________________________________________ Email:__________________________________________________
Telefone fixo:_________________ Celular:____________________
Conta corrente:___________Agência:__________Banco:___________
Autorizo A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima a publicar minha poesia selecionada para o XXI FestCampos de Poesia Falada. _____________________________